COMO EU CONQUISTEI A MINHA INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA COMO MAQUIADORA

Eu comecei como muitos começaram, por hobby. Fazia maquiagens pra me desafiar e tentava fazer igual as que surgiam no Youtube.


Na época, eu queria uma oportunidade de empreender e ser independente para ter uma liberdade que só os meus irmãos tinham.


Cresci com o meu pai dizendo “Não pode porque você é mulher”. “Seus irmãos podem porque são homens”.


Depois de tentar várias atividades como vender desenhos em papel A4 aos 6 anos de idade, geladinho aos 10, colares e brincos de bijuteria aos 14, almofadas de meme e roupas confeccionadas e costuradas por mim aos 19, eu parti para prestação de serviços.


Comecei fazendo arte em Corel Draw, anúncios de marketing, e depois gravação e edição de vídeo com 20 anos.


Até que em 2011, com 21 anos, comecei no mundo da maquiagem.


Quando uma pessoa veio me perguntar quanto eu cobrava, tive a ideia de levar o negócio a sério e agarrei a oportunidade de trabalhar com o que eu sabia fazer de melhor.


Inicialmente comecei cobrando R$30,00 por maquiagem e usava apenas os meus próprios produtos de maquiagem. Atendia em domicílio e não tinha nem maleta para carregar o material.


Com o tempo eu percebi que eu precisava investir o mais rápido possível, mas não tinha ideia de como faria.


ENTENDA: Para ter sucesso no seu negócio como maquiadora, você precisa gerar lucros (senão é não é um negócio, é caridade);


Comecei a estudar sobre gestão financeira, só que para gerar lucros eu teria que aumentar meu preço, já que R$ 30,00 não pagava nem a base que eu usava.


Foi aí que eu percebi que eu precisava entender melhor como fazer com que minhas clientes estivessem dispostas a pagar um preço justo.


E eu só consegui isso mostrando o meu valor. Comecei a deixar bem claro as vantagens de se maquiar comigo, busquei logo um diferencial e construí um branding no mercado.


E para que isso desse realmente certo eu teria que segmentar minhas clientes e oferecer o meu serviço para as clientes ideais (não adianta fazer uma propaganda de uma carne suculenta para um público vegano, né?).


Aos poucos fui entendendo de marketing e tudo foi se encaixando.


Depois de anos trabalhando como maquiadora profissional, eu vi que a maior dificuldade de um profissional da beleza é achar conteúdo relevante sobre a profissão. Algo além de técnicas!


E por esse motivo eu comecei a compartilhar a minha história e ajudar outros maquiadores que também desejam conquistar sua independência financeira.


Saiba exatamente onde quer chegar


Se você não sabe pra onde quer ir, qualquer caminho serve, certo?


Quando comecei a trabalhar com maquiagem eu sabia o que eu queria: ser livre.


E a independência financeira era a resposta. Foi através da maquiagem que eu pude me realizar e conquistar o que mais queria na vida.


Então, se você está se sentindo perdida, sem rumo e sem foco, chegou a hora de aprender a entender o que você quer.


A maquiagem foi uma oportunidade para mim, mas para você pode ser mais do que isso. Para te ajudar a enxergar um objetivo claro, responda 3 perguntas:


  • Quem é você (como pessoa, por trás da maquiadora)?

  • Quais são os seus valores?

  • Porque você escolheu trabalhar com maquiagem?


Pense bem nessas 3 perguntas, e se as respostas não forem claras pra você, insista até respondê-las.


Uma dica é responder em dias diferentes de formas diferentes e ver quais respostas se repetem.


Qual é o benefício que o seu serviço proporciona?


A gente sabe que maquiar traz autoestima, autoconfiança, e é uma atitude de autocuidado. Mas você consegue pensar no que está por trás disso?


Hoje existem milhões de maquiadores pelo Brasil, e cada um possui uma especialidade diferente.


Tente entender qual é o seu diferencial. Para isso, escute bem as suas clientes porque elas podem te dar a resposta que você tanto precisa.