Você conhece o Elopement Wedding?

Quer casar da forma mais emocionante e econômica possível? Saiba que o Elopement Wedding vai além de economia ou praticidade. São para casais que sonham com esse momento exclusivo pra eles, buscam intensidade, profundidade, tem muito significado e muita intimidade envolvida.


Se você já conferiu o post sobre o Miniwedding deu pra entender que a onda agora são eventos mais intimistas, e são os mais requisitados do momento, que vieram pra ficar.

Quis ser bem específica com vocês sobre o tema, então eu achei uma história bem interessante no site LÁPIS DE NOIVA.

A palavra Elope em inglês significa fugir de algum lugar e não retornar ao seu ponto de origem. Ela foi mencionada inicialmente em 1338, para definir o ato de uma mulher abandonar o seu marido para fugir com o seu amante. Essa definição permaneceu até 1800, quando passou a significar o ato de um casal fugir para se casar, sem necessariamente abandonar nenhum outro cônjuge para isto. Desde então Elopement vem sendo coloquialmente usado para casamentos que acontecem de maneira repentina, as vezes até secreta sem a presença de amigos ou família, ou com um número muitíssimo limitado de pessoas. Se tivéssemos que fazer uma tradução para a nossa língua, poderíamos dizer que Elopement Wedding é um casamento a dois.

Bruna foi noiva no atelier e não economizou no seu dia quanto a produção. Ela fez questão do pacote completo em um dia especial num momento com algumas pessoas da família num brinde todo cheio de significado na hora do making off.


A convidei para responder à algumas dúvidas de noivas que surgiram lá no meu Instagram @daniigoes sobre sua experiência com esse estilo de casamento e ela respondeu todos os detalhes. Bora conferir.





Como foi a escolha desse tipo de casamento?

Inicialmente, optamos por um mini wedding e começamos os preparativos. Eu fui percebendo que todo aquele processo estava me estressando muito. Então eu parei pra pensar no que eu realmente queria nesse dia, e o casamento a dois contemplava tudo que eu deseja para esse dia.

E a escolha da produção?

Eu fui em todos os salões de Aracaju para escolher a produção, conhecer os espaços, vê tudo que oferecia. E pra mim, Dani oferecia todo sentimento intimista que meu casamento pedia, o espaço era lindo, e ela tinha sido muito bem recomendada e realmente foi impecável.

Faria algo diferente? Algo que não faria?

Diferente: acho que eu teria colocado uma banda. Não faria: nada

Teve lua de mel?

Sim, 8 dias de lua de mel no sul do Brasil, escolhemos fazer um investimento maior na viagem o que pra nós foi uma escolha muito feliz!


O que era primordial no seu casamento? Que não podia abrir mão?

O noivo, a certeza de está casando com o amor da minha vida, então todo o resto era apenas uma comemoração desse encontro, e 4 anos depois, essa certeza só aumentou. Eu fazia questão do dia de noiva e da noite de núpcias no Aquarius Hotel. Meu esposo fazia questão da foto e filmagem.


Você entrou de forma tradicional ou junto ao noivo?

Fizemos o first look na entrada da fazenda. Com os balões Depois entramos no fusca e fomos até a parte que seria a cerimônia e entramos juntos.

Quem organizou tudo? Teve cerimonial?

Eu organizei tudo, Daniel da zm produções ajudou muito com várias indicações de fornecedores.

Quantos fornecedores envolvidos?

Dia de noiva, Balões, Bolo, Móveis rústicos, Fotos, Filmagem, Vestido, Carro vintage, Buquê e flores

Como foi para os familiares não participar do casamento?

Inicialmente toda família apoiou, ficaram felizes com a ideia, mas na semana do casamento quiseram ir, mas nós acabamos fazendo um brinde no ateliê da dani com as mulheres da família e madrinhas.

Como foi a escolha do local?

Escolha do local foi amor à primeira vista, haha... Foi o primeiro lugar que eu fui olhar e já me apaixonei.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo